SAB - Serviço de Animação Bíblica
Serviço de Animação Bíblica (SAB)

A vida cristã e os códigos domésticos (Ef 5,21–6,9) Dicas Bíblicas / Outubro 2023

Cartaz do Mês Missionário 2023. Foto: Divulgação

Em outubro, somos convidados e convidadas a celebrar com muita alegria e entusiasmo o “Mês Missionário”, cujo tema é: “Ide! Da Igreja local aos confins do mundo” e o lema é inspirado no Evangelho segundo Lucas “Corações ardentes, pés a caminho” (Lc 24,13-35).

Este tema não está distante do que veremos em seguida sobre a vida cristã e os códigos domésticos na Carta aos Efésios, uma vez que toda ação missionária parte de uma experiência concreta de encontro com a pessoa de Jesus Cristo.

Os discípulos de Emaús, após o encontro com o Senhor ressuscitado, retornam à comunidade e comunicam sua experiência. A vivência dos códigos domésticos é um convite à prática cristã dos valores evangélicos em todos os âmbitos da vida, seja particular ou comunitário, bem como nas relações sociais. Assim sendo, ambos os temas estão em sintonia.

Outro assunto importantíssimo que não podemos deixar de mencionar é a primeira etapa da 26ª assembleia sinodal dos bispos com o Papa, cujo tema é justamente a “Sinodalidade, Comunhão Participação e Missão”. Como sabemos, o sínodo é uma prática da Igreja desde muito tempo.

A novidade deste Sínodo é o fato de que toda a Igreja é convidada a participar. O tema também está em sintonia com o Mês missionário, “Para uma Igreja Sinodal: comunhão, participação e missão”. Como pode ser percebido, há uma convergência de objetivos entre a Carta aos Efésios, que convoca a uma prática do Evangelho, o “Mês Missionário” que convida os cristãos a sair de si, e o Sínodo que propõe à Igreja a reflexão sobre a sinodalidade, isto é, a comunhão entre todos os cristãos, para assim caminhar na missão que Deus lhe confiou, unida pelo vínculo da mesma fé em Jesus Cristo. 

Com essas motivações que nos estimulam a viver a fé em comunidade, continuemos nossa caminhada com a comunidade de Éfeso e da Ásia Menor. O tema deste mês requer de nós uma vida cristã autêntica e nos impulsiona a viver e comunicar a fé cristã em todos os âmbitos da vida: nas relações familiares, trabalhistas, sociais etc. É um convite à interação fé e vida, na qual a experiência cristã torna-se um ciclo vital, permeando a vida em todos os sentidos, dando vitalidade. 

Em Ef 5,21–6,9, as pessoas batizadas são convidadas a compreender e viver a fé cristã para além das relações familiares, partindo da experiência pessoal com Jesus Cristo. Essa se manifesta nas relações entre o casal, filhos e empregados. Todas as exortações são um convite a uma convivência saudável entre as pessoas a começar pelos cônjuges. É uma relação de cuidado, respeito, dignidade, perdão e diálogo entre esposo e esposa.

Nesse sentido, não há submissão, mas amor mútuo. Quando se trata da relação entre pais e filhos, o autor ressalta o quarto mandamento: “honrar pai e mãe”. Aqui também não se trata de obediência cega, mas orgânica. Uma vez que os pais são chamados a abençoar os filhos e filhas, para que tenham vida longa e prosperidade. O autor aborda ainda o tratamento aos escravos, visto que naquele período ainda era comum ter escravos em casa. Ele exorta os cristãos a tratá-los como membros da família, considerando os princípios cristãos.

Hoje é impensável a escravidão, principalmente entre os cristãos. Entretanto, há a relação de empregado e empregador, que deve ser vista como uma ajuda mútua. Neste modo de relacionar-se, proposto pelo autor da Carta aos Efésios, percebe-se que há uma ética cristã, na qual todos são valorizados e respeitados em suas competências. As relações são de paridade e não de submissão, é um convite a viver a fé cristã com equilíbrio. 

Caro leitor e leitora, nosso convite agora é que você leia o texto da Carta aos Efésios 5,21–6,9 e medite-o. Ouça estas palavras como dirigidas a você e deixe-se tocar por elas, até seu coração se inquietar. Feliz “Mês Missionário”. Que Nosso Senhor Jesus Cristo te abençoe e guarde hoje e sempre.  

Pausa para refletir 

1. Qual é sua compreensão e participação nas campanhas do “Mês Missionário”, além de contribuir nas coletas na missa? 

2. Em sua paróquia ou comunidade, qual o envolvimento no sínodo “Para uma Igreja Sinodal: comunhão, participação e missão”?

3. Como você pode testemunhar na família, no trabalho, no convívio social a vida cristã e os códigos domésticos propostos na Carta aos Efésios?

Para aprofundar o estudo da Carta aos Efésios, adquira o livro, de SEGANFREDO, Antônio César, BAQUER, Vinicius Pimentel; SILVANO, Zuleica Aparecida. Carta aos Efésios: “É pela graça que fostes salvos”(Ef 2,5). São Paulo: Paulinas, 2023 ou assista o vídeo abaixo, que aborda o tema dos códigos domésticos. 

Site Desenvolvido por
Agência UWEBS Criação de Sites