Música

Dia da Vida Consagrada e cinco conselhos concretos do Papa Francisco aos consagrados

No dia 2 de fevereiro, Festa da Apresentação de Jesus, celebra-se o Dia da Vida Consagrada. Data em que religiosos de todo o mundo se apresentam ao Senhor e renovam o seu chamado. A seguir algumas orientações práticas do Santo Padre aos religiosos

Foto: Juliene Barros


Um dia para se voltar às fontes. Na celebração do Dia da Vida Consagrada de 2019, o Papa Francisco se dirigiu aos religiosos e destacou a importância de “percorrer com a memória os encontros decisivos que tivemos com Ele, reavivar o primeiro amor, talvez escrever a nossa história de amor com o Senhor. Fará bem à nossa vida consagrada, para que não se torne tempo que passa, mas seja tempo de encontro.”

O Santo Padre ressaltou ainda que se trata de uma “festa do encontro”. Maria e José, jovens, encontram Simeão e Ana, idosos, contudo a centralidade está na pessoa de Jesus. Interessante notar que a festa celebrada nesta data, sempre a 2 de fevereiro, tem suas raízes no Antigo Testamento e na tradição judaica.

Ao lermos o Evangelho sobre a apresentação do Menino Jesus no Templo, inicialmente parece se tratar do rito de resgate do primogênito. Jesus era primogênito, mas Ele foi ofertado a Deus e é o sacerdote da nova aliança. Portanto, quando seus pais foram ao templo não o fizeram para resgatá-lo porque, na verdade, foi Ele quem resgatou o mundo.

Páginas que saltam aos nossos olhos e nos fazem entender que “tudo se encontra quando Jesus chega”, conforme destacou Francisco ao acrescentar que “o Deus da vida deve ser encontrado todos os dias da vida”. Um encontro que, segundo o pontífice, se dará na fidelidade em coisas concretas. 

Para tal, o papa apresenta cinco orientações concretas para que, no dia a dia, os consagrados vivam sua vocação. Conselhos que, junto a canções, tornam o chamado um grande hino de louvor a Deus! 

1) Exercitar uma vida de espiritualidade, por meio da oração diária, Missa, Sacramento da Confissão, caridade verdadeira e a Palavra de Deus: práticas que devem estar inerentes no cotidiano do religioso. Meios para se chegar à intimidade com o Senhor, renovar as forças e estar a serviço da Igreja e do povo de Deus;
Reaviva o dom de Deus - Marcelo Mattos

2) Observar a obediência ao superior e às regras: “Se se praticar esta lei com amor, chega o Espírito e traz a surpresa de Deus, como no templo e em Caná. Então, a água da cotidianidade transforma-se no vinho da novidade; e a vida, que parece mais presa, na realidade torna-se mais livre”. Ou seja a decisão é tua de perseverar no compromisso firmado.
Vocação - Pe. Zezinho, scj

3) Ter um olhar atento às realidades ao redor tendo em vista que a vida consagrada “é olhar que vê Deus presente no mundo, embora a muitos passe despercebido; é voz que diz: ‘Deus basta, o resto passa’; é louvor que brota apesar de tudo”. É o que também rezamos no conhecido poema de Santa Teresa D`Ávila:
Nada te perturbe, Ir. Míria Kolling, ICM

4) Compreender e nunca esquecer-se que a vida consagrada “é um louvor que dá alegria ao povo de Deus e uma visão profética, que afasta qualquer apelo contra a mediocridade”;
Missão de profeta - Pe. Fábio de Melo

5) “[Ir] contra a tentação de jogar por baixo com Deus, contra a adaptação a uma vida cômoda e mundana, contra a reclamação, insatisfação e lamento da própria sorte, contra o habituar-se a ‘fazer aquilo que se pode’ e ao ‘sempre se fez assim’”.
Se mil vidas eu tivesse - Cantores de Deus

A fim de celebrar o Dia da Vida Consagrada, uma playlist voltada a esses homens e mulheres que dedicam sua vida a serviço de Deus e do outro. Parabéns a todos!

 

Site Desenvolvido por
Agência UWEBS Criação de Sites