SAB - Serviço de Animação Bíblica
Serviço de Animação Bíblica (SAB)

Estrutura e temas teológicos da Carta aos Efésios / Março de 2023

Foto: Pixabay

Caros irmãos e irmãs, iniciamos o tempo litúrgico da Quaresma, tempo penitencial, que nos prepara para celebrar o Mistério Pascal de Cristo. Com alegria, continuaremos o nosso caminho refletindo sobre a Carta aos Efésios. Nestas “Dicas” apresentamos uma estrutura da carta e os temas teológicos principais.

Há várias propostas de subdivisão da Carta aos Efésios, mas de forma geral ela segue o esquema clássico de uma carta: o cabeçalho (o remetente, os destinatários citados de forma geral, a saudação – Ef 1,1-2); a bênção (Ef 1,3-14); a ação de graças e a oração introdutória (Ef 1,15-23); o corpo da carta, no qual é desenvolvido o conteúdo (Ef 2,1–6,20); a saudação final e a bênção (6,21-24).

No desenvolvimento do texto, há uma parte teológica (2,1–3,21), com o conteúdo da revelação do mistério de Deus em Cristo; e uma parte exortativa (4,1–6,20), na qual são descritas algumas características da nova vida dos batizados.

Quanto aos aspectos teológicos principais, destacam-se três: o cristológico; o eclesiológico e o escatológico. O primeiro é o cristológico, ou seja, o estudo sobre a pessoa de Jesus Cristo, porém não separado de Deus Pai e do Espírito Santo.  O autor de Ef, afirma que Deus, o criador de todas as coisas (visíveis e invisíveis), e Jesus Cristo reinam sobre a esfera terrestre e celeste.

Ele também ressalta o senhorio de Jesus Cristo Ressuscitado, aquele que está sentado à direita de Deus (Ef 1,20; 4,8.10). O autor raramente usa a palavra “Evangelho” para designar a revelação de Deus em Jesus Cristo, mas emprega o termo “mistério”. “Mistério” consiste num segredo de Deus, inacessível aos seres humanos, preestabelecido antes da criação e revelado à humanidade por iniciativa divina, por meio de Jesus Cristo.

O segundo tema dessa carta é o eclesiológico (estudo sobre a Igreja ou as comunidades cristãs). O autor apresenta uma Igreja universal. As principais metáforas para falar da Igreja são: construção ou o templo santo (2,20-22), o ser humano novo ou o ser humano perfeito (2,14-16), a esposa de Cristo, ou melhor, serve-se da imagem do amor entre os casais (5,22-23); a plenitude de Cristo (1,23) e o corpo do qual Cristo é a cabeça (1,22-23; 4,15-16). A Igreja é, portanto, entendida como um ser em Cristo e não como uma entidade institucional.

Por isso, a visão de Igreja universal não pode ser compreendida como a soma de todas as comunidades cristãs locais, mas como um único corpo, que tem como fundamento os apóstolos e os profetas e como pedra angular; Jesus Cristo.

O último tema é o escatológico, que é o estudo teológico do pós-morte (tempo futuro), mas também de ver o definitivo no evento Cristo (messianismo, sua morte e ressurreição). A concepção escatológica de Efésios está intimamente ligada à visão de mundo do autor e à sua cristologia eclesial, por isso a ênfase recai na experiência da plenitude da salvação no presente da Igreja. Cristo ressuscitou e nos fez sentar nos céus (2,5-6) no presente e no futuro somente revelará o que já é uma realidade na vida do(a) batizado(a).

Porém, mesmo vivendo essa experiência de sermos ressuscitados com Cristo, é necessário aos batizados(as) se comprometer com o Reino e manter-se no seguimento de Jesus, por meio da comunhão (4,1-16), do empenho em viver como pessoas novas (4,17–5,20), com novas relações familiares (5,21–6,9) e com essa luta constante contra o antirreino (6,10-20). Por isso, o autor dedica a metade da carta para exortar os cristãos a viverem em paz, na unidade, em comunhão, na vivência do amor fraterno.

Esses temas teológicos de Ef nos fazem refletir sobre vários aspectos da nossa caminhada como cristãos e cristãs. Esperamos que eles sirvam também para a nossa avaliação nesse tempo quaresmal e para esse processo constante de conversão.

Pausa para reflexão

1. Quais desses temas teológicos de Efésios mais me chamaram a atenção?
2. Como estou me preparando para celebrar o Mistério Pascal?
3. O autor da Carta aos Efésios nos apresenta sua concepção de Cristo, da Igreja, da morte, da ressurreição, do viver como batizado. Quais são as minhas concepções sobre Cristo, a vivência cristã, o batismo? Para mim, o que é ser Igreja?

 

Zuleica Aparecida Silvano é Irmã paulina e assessora do Serviço de Animação Bíblica – SAB/Paulinas.

 

Site Desenvolvido por
Agência UWEBS Criação de Sites